Você já ouviu falar em carne esponjosa? Você sabe o que é isso?



O termo carne esponjosa não é correto pois inexiste uma estrutura com esse nome.


É, no entanto, um termo bastante usado popularmente para se referir a algo que esteja gerando obstrução nasal e dificuldade para respirar pelo nariz.


As principais estruturas às quais este termo se refere, são:


- Adenóide ou tonsila adenoideana - conhecida como carne esponjosa da criança;

- Cornetos ou conchas nasais - conhecida como carne esponjosa do adulto, mas que também pode estar aumentado na criança;

- Essas estruturas estão presentes em todos os indivíduos, sendo que a adenóide tende a regredir de tamanho e desaparecer na idade adulta;

- Ambas só geram obstrução nasal se estiverem aumentadas;


Além de dificuldade para respirar pelo nariz, é comum notarmos:


- Ronco;

- Sono agitado;

- Respiração bucal;

- Criança que baba a noite;


Infecções de repetição, como sinusite e otite são algumas das consequências, principalmente do aumento da adenóide. Além disso, a criança pode ter:


- Alterações de anatomia da face e da arcada dentária;

- Baixo rendimento escolar;


O diagnóstico é feito através da história e evolução dos sintomas, do exame físico e de exames de imagem.


Um dos exames mais utilizados é a nasofibrolaringoscopia, e pode ser feito no próprio consultório, tanto em adultos, quanto em crianças. Através dele conseguimos ver o tamanho, localização e extensão desses tecidos.


O tratamento vai depender da causa e da gravidade do problema. Ele inclui mudança de hábitos, uso de medicações e procedimentos cirúrgicos. Para mais esclarecimentos entre em contato.

63 visualizações0 comentário