top of page

Otite Externa: causa de dor forte nas orelhas a "Doença do Nadador"

Atualizado: 4 de jul.

Por Dr. Bruno Rossini, Otorrinolaringologista – Clínica Oto One


A otite externa, popularmente conhecida como "doença do nadador", é uma inflamação ou infecção do canal auditivo externo, a parte do ouvido que vai desde o tímpano até a abertura externa da orelha. Embora seja mais comum em nadadores e surfistas, ela pode afetar qualquer pessoa, especialmente durante os meses mais quentes e úmidos.


O que causa a otite externa?

A otite externa geralmente é causada por bactérias ou fungos que se proliferam no canal auditivo, favorecidos pela umidade e calor. Fatores como nadar em água contaminada, usar cotonetes ou outros objetos para limpar o ouvido, lesões no canal auditivo e doenças de pele, como eczema ou psoríase, também podem aumentar o risco de desenvolver a condição.





Sintomas da otite externa:

Os sintomas da otite externa podem variar de leves a intensos, e incluem:

  • Dor de ouvido, que pode ser latejante, constante ou piorar ao tocar ou puxar a orelha.

  • Coceira no ouvido.

  • Vermelhidão e inchaço do canal auditivo.

  • Sensação de ouvido entupido ou cheio.

  • Secreção amarelada ou esbranquiçada (pus) saindo do ouvido.

  • Diminuição da audição.


Diagnóstico da otite externa:

O diagnóstico da otite externa é feito pelo otorrinolaringologista através de uma avaliação clínica completa, que inclui o exame do ouvido com um otoscópio (um instrumento com luz que permite visualizar o canal auditivo) e a análise dos sintomas. Em alguns casos, pode ser necessário realizar exames complementares, como cultura da secreção do ouvido, para identificar o agente causador da infecção.


Tratamento da otite externa:

O tratamento da otite externa geralmente envolve a limpeza cuidadosa do canal auditivo pelo médico, seguida da aplicação de gotas otológicas com antibióticos, antifúngicos ou corticosteroides, dependendo da causa da infecção. Em casos mais graves, com dor intensa ou febre, pode ser necessário o uso de analgésicos orais ou antibióticos sistêmicos.


Prevenção da otite externa:

Algumas medidas simples podem ajudar a prevenir a otite externa:

  • Evite usar cotonetes ou outros objetos para limpar o ouvido, pois eles podem remover a cera protetora e irritar a pele do canal auditivo.

  • Seque bem os ouvidos após nadar ou tomar banho, usando uma toalha macia ou um secador de cabelo em temperatura baixa.

  • Use protetores de ouvido ao nadar em piscinas ou águas abertas.

  • Evite coçar ou cutucar o ouvido, pois isso pode lesionar a pele e facilitar a entrada de bactérias ou fungos.

  • Mantenha o ouvido limpo e seco, evitando a umidade excessiva.


Quando procurar um médico:

Se você apresentar sintomas de otite externa, como dor de ouvido, coceira, secreção ou diminuição da audição, procure um otorrinolaringologista o mais rápido possível para receber o diagnóstico e tratamento adequados.


Na Clínica Oto One, oferecemos avaliação e tratamento completo para otite externa, com equipe médica especializada e tecnologia de ponta para garantir o melhor cuidado para sua saúde auditiva.


Agende sua consulta e livre-se do incômodo da otite externa!

Conte comigo para ajudar.



Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Fone e Wathsapp: (11) 91013-5122 | (11) 99949-701

Instagram: @brunorossini 

Clinica Oto One- São Paulo


Otite Externa: 10 Perguntas e Respostas com Otorrino


  1. O que é otite externa? A otite externa é uma inflamação ou infecção do canal auditivo externo, a parte do ouvido que vai do tímpano até a abertura externa da orelha.

  2. Quais são as causas da otite externa? A otite externa geralmente é causada por bactérias ou fungos que se proliferam no canal auditivo, especialmente em ambientes úmidos. O uso de cotonetes, trauma no canal auditivo, entrada de água e alergias também podem contribuir para o desenvolvimento da otite externa.

  3. Quais são os sintomas da otite externa? Os sintomas mais comuns incluem dor de ouvido (otalgia), coceira, vermelhidão, inchaço do canal auditivo, sensação de ouvido tampado, secreção e, em alguns casos, febre.

  4. Como é feito o diagnóstico da otite externa? O diagnóstico é feito através do exame físico do ouvido (otoscopia), que permite visualizar o canal auditivo e identificar sinais de inflamação ou infecção. Em alguns casos, pode ser necessário coletar uma amostra da secreção para análise laboratorial.

  5. Qual é o tratamento para a otite externa? O tratamento geralmente envolve o uso de gotas auriculares com antibióticos e/ou antifúngicos, além de analgésicos para aliviar a dor. Em casos mais graves, pode ser necessário o uso de antibióticos orais.

  6. A otite externa pode causar complicações? Em casos raros, a otite externa pode evoluir para uma forma mais grave, chamada otite externa maligna, que pode se espalhar para os ossos do crânio. Outras complicações possíveis incluem perda auditiva temporária, formação de abcessos e celulite (infecção da pele).

  7. Como posso prevenir a otite externa? Para prevenir a otite externa, evite o uso de cotonetes, que podem empurrar o cerume para o fundo do canal auditivo e causar lesões. Mantenha os ouvidos secos após o banho ou natação, e evite a exposição a produtos químicos irritantes.

  8. Posso usar gotas auriculares sem consultar um médico? Não é recomendado o uso de gotas auriculares sem consultar um médico, pois o uso inadequado pode piorar a infecção ou causar outros problemas no ouvido.

  9. Quanto tempo dura o tratamento da otite externa? O tempo de tratamento varia dependendo da gravidade da infecção e da resposta ao tratamento. Em geral, os sintomas melhoram em alguns dias, mas o tratamento completo pode levar de 7 a 10 dias.

  10. Quando devo procurar um médico em caso de otite externa? Procure um médico se você tiver dor de ouvido intensa, febre, secreção purulenta, inchaço do ouvido ou se os sintomas não melhorarem após alguns dias de tratamento em casa.



Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Fone e WhatsApp: (11) 91013-5122 | (11) 99949-7016

Clinica Oto One- São Paulo

Instagram: @brunorossini

Comments


bottom of page