top of page

Terapia de Reabilitação Vestibular: Conceito, Indicações e Exemplos de Exercícios

Atualizado: 29 de abr. de 2023

O sistema vestibular desempenha um papel crucial na manutenção do equilíbrio, coordenando os movimentos dos olhos e da cabeça e fornecendo informações sobre a orientação espacial. Distúrbios que afetam o sistema vestibular podem levar a tonturas, vertigens e perda de equilíbrio, entre outros sintomas. A Terapia de Reabilitação Vestibular (TRV) é um tipo de fisioterapia que se concentra em melhorar a função do sistema vestibular. Neste artigo, vamos discutir o conceito de TRV, suas indicações e exemplos de exercícios utilizados no TRV.

O que é Terapia de Reabilitação Vestibular (TRV)?

TRV é um tipo de fisioterapia que visa melhorar a função do sistema vestibular. Envolve exercícios e atividades que ajudam o cérebro a se adaptar às mudanças no sistema vestibular e melhorar o equilíbrio e a coordenação. O objetivo do TRV é ajudar indivíduos com distúrbios vestibulares a recuperar sua capacidade de realizar atividades diárias e melhorar sua qualidade de vida.

Indicações para Terapia de Reabilitação Vestibular (TRV)

O TRV é normalmente recomendado para indivíduos com distúrbios vestibulares, como:

  • Vertigem posicional paroxística benigna (VPPB)

  • Neurite vestibular

  • labirintite

  • Doença de Ménière

  • Neuroma acústico

  • Concussão

  • AVC

  • Lesão cerebral traumática (TCE)

A TRV também é indicada para indivíduos com problemas de equilíbrio ou histórico de quedas, mesmo que não apresentem uma vestibulopatia específica.

Avaliação e Avaliação para Terapia de Reabilitação Vestibular (TRV)

Antes de iniciar o TRV, os indivíduos passam por uma avaliação e avaliação para determinar o tipo e a gravidade de seu distúrbio vestibular. Essa avaliação geralmente inclui um histórico médico com médico otorrinolaringologista, exame físico e vários testes que avaliam a função do sistema vestibular.


Tipos de Exercícios Utilizados na Terapia de Reabilitação Vestibular (TRV)

O TRV envolve uma variedade de exercícios e atividades que são adaptados ao distúrbio vestibular específico do indivíduo e ao nível de função. Alguns tipos comuns de exercícios usados ​​no TRV incluem:

Exercícios de estabilização do olhar

Esses exercícios envolvem o foco em um objeto estacionário enquanto a cabeça está em movimento. O objetivo é melhorar a capacidade de manter uma visão clara enquanto a cabeça está em movimento.

Exercícios de treinamento de equilíbrio

Esses exercícios envolvem desafiar o equilíbrio do indivíduo em um ambiente controlado. O objetivo é melhorar a capacidade de manter o equilíbrio durante as atividades diárias.

Exercícios de Habituação

Estes exercícios envolvem exposição repetida a movimentos ou posições que provocam sintomas. O objetivo é reduzir a intensidade e a frequência dos sintomas ao longo do tempo.

Manobras de Reposicionamento Canalítico

Essas manobras são usadas para tratar a VPPB, um tipo comum de distúrbio vestibular. O objetivo é reposicionar partículas soltas no ouvido interno para reduzir os sintomas de vertigem.

Exemplos de Exercícios para Terapia de Reabilitação Vestibular

Aqui estão alguns exemplos de exercícios usados ​​no TRV:

Exercícios de rastreamento ocular

  • Siga um alvo em movimento com os olhos enquanto a cabeça permanece imóvel

  • Siga um alvo em movimento com os olhos enquanto a cabeça se move

  • Siga um alvo em movimento com a cabeça e os olhos

Exercícios de treinamento de equilíbrio

  • De pé em um pé com os olhos abertos e fechados

  • Andar do calcanhar aos pés em linha reta

  • De pé sobre uma almofada de espuma com os olhos abertos e fechados

Exercícios de Habituação

  • Movimentos rápidos da cabeça de um lado para o outro

  • Movimentos rápidos da cabeça para cima e para baixo

  • Sentado em uma cadeira giratória e girando rapidamente

Manobras de Reposicionamento Canalítico

  • Manobra de Epley

  • Manobra de Semont

  • Exercício de Brandt-Daroff

Conclusão

TRV é um tipo de fisioterapia que pode ser muito eficaz para melhorar a função de o sistema vestibular e reduzindo os sintomas de distúrbios vestibulares. É uma opção de tratamento não invasiva e segura que pode melhorar a qualidade de vida de indivíduos com vestibulopatias. Se você tiver sintomas de tontura, vertigem ou problemas de equilíbrio, converse com seu médico sobre se o TRV pode ser uma boa opção para você.

perguntas frequentes

  • O TRV é coberto pelo seguro?

Muitos planos de seguro cobrem TRV, mas é importante verificar com seu provedor de seguro específico para determinar a cobertura.

  • Quanto tempo normalmente dura o TRV?

A duração do TRV varia dependendo da condição específica do indivíduo e do nível de função. Alguns indivíduos podem ver melhora após apenas algumas sessões, enquanto outros podem necessitar de vários meses de terapia.

  • O TRV pode ser feito em casa?

Alguns exercícios TRV podem ser feitos em casa, mas é importante trabalhar com um terapeuta treinado para determinar quais exercícios são apropriados e garantir a técnica adequada.

  • Existem riscos associados ao TRV?

A TRV geralmente é uma opção de tratamento segura, mas, como em qualquer tratamento médico, pode haver alguns riscos ou efeitos colaterais. Fale com o seu médico sobre quaisquer preocupações que possa ter.

  • O TRV pode ser usado para prevenir quedas em idosos?

Sim, o TRV pode ser uma forma eficaz de melhorar o equilíbrio e prevenir quedas em idosos. Converse com seu médico ou um terapeuta treinado sobre se o TRV pode ser uma boa opção para você.

Responsável técnico: Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Clinica Oto One- São Paulo


10.318 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page