top of page

Você conhece a rinite vasomotora? Parece, mas não é alergia!

O que é rinite vasomotora?

A rinite vasomotora ocorre quando os tecidos dentro do nariz ficam inflamados e inchados, levando a sintomas desagradáveis ​​comumente associados a alergias, como nariz congestionado ou escorrendo.

No entanto, ao contrário da rinite alérgica, a rinite vasomotora não é causada pela exposição a alérgenos como pólen, mofo ou pelos de animais. Também não é desencadeado por vírus ou bactérias. Em vez disso, os sintomas podem ser desencadeados por fatores como mudanças climáticas, certos odores, alimentação, exercícios, medicamentos ou outros irritantes que afetam o nariz.

A rinite vasomotora também é conhecida como rinite idiopática e é uma forma de rinite não alérgica, muito comum.

Quem é suscetível à rinite vasomotora?

A rinite vasomotora pode se desenvolver em qualquer pessoa, mas é mais comumente diagnosticada entre as idades de 30 e 60 anos e é mais prevalente em mulheres.



Quão comum é a rinite vasomotora?

Nos países industrializados, as rinites crônicas, incluindo a rinite vasomotora, afetam até metade da população. A rinite vasomotora representa aproximadamente 15% a 50% desses casos.

O que causa rinite vasomotora?

Ao contrário da rinite alérgica, a rinite vasomotora não é causada pela sensibilidade a um alérgeno específico, como pólen de árvores, ácaros ou mofo. Em vez disso, é provável que os indivíduos com rinite vasomotora tenham uma sensibilidade aumentada a várias substâncias e mudanças ambientais que provocariam uma resposta inflamatória exacerbada nesses pacientes.

O que desencadeia a rinite vasomotora?

Os gatilhos para rinite vasomotora podem estar relacionados ao ambiente, medicamentos e alterações hormonais.

Gatilhos ambientais:

  • Mudanças de temperatura.

  • Poluição do ar ou poluição atmosférica.

  • Ar frio ou seco.

  • Perfumes ou colônias.

  • Fumaça de cigarro.

  • Fumos de tinta.

  • Alimentos picantes.

  • Estresse.

Gatilhos de medicamentos:

  • Uso excessivo de sprays descongestionantes nasais.

  • Inibidores da ECA (medicamentos para hipertensão).

  • Alfa-bloqueadores e beta-bloqueadores (medicamentos para pressão alta).

  • Anti-inflamatórios não esteróides (AINEs).

  • Medicamentos hormonais (por exemplo, pílulas anticoncepcionais).

  • Medicamentos para disfunção erétil (DE).

  • Antidepressivos.

  • Sedativos.

Desequilíbrios hormonais:

  • Menopausa.

  • Puberdade.

  • Gravidez.

A rinite não alérgica também pode ser causada pelo uso de medicamentos não prescritos e uso de drogas, como a cocaína.

Quais são os sintomas da rinite vasomotora? Ao contrário da rinite alérgica, os sintomas da rinite vasomotora podem ocorrer durante todo o ano e não se limitam a estações específicas, como a primavera, quando temos mais polens. Os sintomas aumentam quando expostos a gatilhos.

Os sintomas comuns da rinite vasomotora incluem:

  • Congestão nasal.

  • Nariz escorrendo.

  • Gotejamento pós-nasal.

  • Espirrando.

  • Olfato reduzido.

A rinite vasomotora é contagiosa?

Não, a rinite vasomotora não está relacionada a germes infecciosos, como vírus e bactérias, portanto não pode ser transmitida ou disseminada para outras pessoas.

Como se diagnostica a rinite não alérgica?

O médico otorrino pode diagnosticar a rinite vasomotora por meio de um exame físico do nariz e da garganta, bem como uma revisão do seu histórico médico. Em alguns casos, testes adicionais podem ser realizados para confirmar o diagnóstico.

Teste de alergia: Seu médico pode recomendar testes de alergia para descartar alergias como a causa de seus sintomas. Os testes de alergia envolvem expor seu corpo a pequenas quantidades de alérgenos específicos por meio de uma amostra de sangue ou teste cutâneo. Os testes verificam a presença de anticorpos no sangue que indicam uma resposta alérgica.

Endoscopia nasal ou nasofibrolaringoscopia: Em casos raros, o médico otorrino pode usar um tubo longo e flexível chamado endoscópio para examinar o interior do nariz e as passagens nasais. Isso permite que eles identifiquem quaisquer outros problemas que possam estar contribuindo para seus sintomas, como pólipos nasais e conchas aumentadas.

Tomografia computadorizada (TC): a tomografia computadorizada usa raios-X para criar imagens detalhadas do interior do nariz. Isso pode ajudar a identificar irregularidades estruturais, como pólipos nasais ou desvio de septo, que podem estar causando seus sintomas.

Teste de fluxo inspiratório nasal: Seu médico pode solicitar um teste de fluxo inspiratório nasal para medir a quantidade de ar que entra em seus pulmões quando você inala. Este teste pode detectar bloqueios nas passagens nasais que podem estar contribuindo para seus sintomas.

A rinite vasomotora tem cura?

Atualmente não há cura para a rinite vasomotora. A maioria dos indivíduos gerencia seus sintomas por meio de medidas de autocuidado, modificações ambientais e medicamentos.

Como é tratada a rinite vasomotora?

Se seus sintomas são desencadeados por fatores específicos, como perfumes, o tratamento pode envolver evitar esses gatilhos.

Usar um umidificador em casa ou no trabalho pode ajudar a aliviar os sintomas. A irrigação nasal com uma solução salina (água salgada) pode ser benéfica para a limpeza das fossas nasais e cavidades.

Os medicamentos prescritos podem reduzir a inflamação nasal e controlar os sintomas. Esses medicamentos podem incluir:

  • Sprays nasais descongestionantes para aliviar a congestão nasal.

  • Sprays nasais anti-histamínicos para reduzir a inflamação nasal.

  • Sprays nasais de corticosteróides (por exemplo, fluticasona) como tratamento de primeira linha para congestão nasal.

  • Sprays nasais anticolinérgicos (por exemplo, brometo de ipratrópio) para tratar um corrimento nasal.

A cirurgia pode ser uma opção se os medicamentos não fornecerem alívio suficiente ou se houver outros fatores contribuintes, como desvio de septo ou pólipos nasais.

Quais complicações estão associadas à rinite vasomotora? A rinite vasomotora não tratada pode levar a passagens nasais persistentemente bloqueadas ou a um corrimento nasal contínuo. Essas condições podem causar complicações, incluindo:

  • Infecções do ouvido médio.

  • Pólipos nasais.

  • Sinusite (inflamação das cavidades nasais).

  • Dificuldade para dormir e fadiga diurna.

  • Dificuldade de concentração.

  • Irritabilidade.

Qual é o prognóstico para indivíduos com rinite vasomotora? Para muitos indivíduos, a rinite vasomotora é uma condição crônica que pode ir e vir com o tempo. O gerenciamento dos sintomas por meio de medidas de autocuidado e tratamento adequado pode ajudar a aliviar o desconforto e melhorar a qualidade de vida. Não deixe de procurar seu médico otorrino de confiança para ajudar no manejo de sua condição. Me escreva, agende uma consulta e conte comigo para ajudar.



Responsável técnico: Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Clinica Oto One- São Paulo



10.010 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page