top of page

Hiperacusia: que som alto!!!

Atualizado: 29 de abr. de 2023

A hiperacusia é um distúrbio auditivo que afeta a capacidade do indivíduo de tolerar sons de alta intensidade. Isso pode ser um desafio significativo para quem sofre desta condição, uma vez que o som pode ser extremamente desconfortável e até doloroso. Neste artigo, discutiremos o conceito, o diagnóstico e as opções de tratamento para a hiperacusia.

O Que É Hiperacusia?

A hiperacusia é uma condição que se caracteriza pela hipersensibilidade a sons de alta intensidade. Isso significa que sons que são normalmente toleráveis ​​para a maioria das pessoas podem ser extremamente perturbadores para quem sofre desta condição.

Diferentemente da misofonia, que é uma intolerância a sons repetitivos, específicos, mesmo sendo de baixa o volume, a hiperacusia é uma condição mais inespecífica, caracterizada por intolerância a sons de alta intensidade.

A hiperacusia pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo exposição prolongada a sons altos, lesões na cabeça ou ouvidos, doenças neurológicas e infecções do ouvido.

Sintomas de Hiperacusia

Os sintomas da hiperacusia podem variar de pessoa para pessoa e dependem da causa subjacente da condição. Alguns dos sintomas mais comuns incluem:

  • Dor nos ouvidos quando exposto a sons altos;

  • Dificuldade em tolerar sons de alta intensidade;

  • Aumento da sensibilidade a ruídos cotidianos, como o som de um ventilador ou da televisão;

  • Sentimento de pressão ou tensão nos ouvidos;

  • Zumbido nos ouvidos.




Diagnóstico de Hiperacusia

O diagnóstico de hiperacusia é feito por um especialista em audição, isto é, um médico otorrinolaringologista. O diagnóstico envolve uma avaliação auditiva completa, que pode incluir testes para determinar a faixa dinâmica do paciente, ou seja, a diferença entre os sons mais baixos e mais altos que ele pode tolerar.

Além disso, o especialista em audição pode realizar um teste chamado limiar de desconforto sonoro, que determina o nível mais baixo de som que o paciente considera desconfortável ou doloroso. A partir desses resultados, o especialista em audição pode confirmar o diagnóstico de hiperacusia.

Alguns exames que podemos solicitar durante a investigação:

  • Audiometria tonal e vocal

  • Imitanciometria

  • Emissões otoacústicas

  • Potencial evocado de tronco encefálico

  • Ressonância magnética de orelhas internas

Tratamentos para Hiperacusia

O tratamento da hiperacusia varia dependendo da causa subjacente da condição. Algumas opções de tratamento comuns incluem:

Proteção Auditiva

A proteção auditiva pode ser uma solução eficaz para reduzir a exposição a sons altos e minimizar os sintomas da hiperacusia. Isso pode incluir o uso de tampões de ouvido ou protetores de ouvido personalizados.

Terapia de Reabilitação Auditiva

A terapia de reabilitação auditiva pode ajudar a reduzir a sensibilidade aos sons, treinando o cérebro para filtrar os sons de forma mais eficaz. Isso pode incluir o uso de aparelhos auditivos ou terapia sonora.

Medicamentos

Alguns medicamentos, como antidepressivos e ansiolíticos, podem ser prescritos para ajudar a aliviar os sintomas da hiperacusia.

Prevenção da Hiperacusia

A melhor maneira de prevenir a hiperacusia é evitar a exposição prolongada a sons altos e usar proteção auditiva adequada em situações de risco, como em shows de música ou em locais de trabalho barulhentos.

Conclusão

A hiperacusia é uma condição auditiva que pode ser debilitante e afetar significativamente a qualidade de vida de quem sofre com ela. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são fundamentais para minimizar os sintomas e ajudar os pacientes a lidar com a condição. Se você está sofrendo com sintomas de hiperacusia, procure um especialista em audição, um médico otorrinolaringologista, para avaliação e tratamento adequados.

FAQs


1. A hiperacusia é uma condição rara?

Não, a hiperacusia é uma condição relativamente comum, que afeta muitas pessoas em todo o mundo.


2. Quais são as principais causas da hiperacusia?

A exposição prolongada a sons altos, lesões na cabeça ou ouvidos, doenças neurológicas e infecções do ouvido são algumas das principais causas da hiperacusia.


3. A hiperacusia é tratável?

Sim, a hiperacusia pode ser tratada com uma variedade de opções de tratamento, incluindo proteção auditiva, terapia de reabilitação auditiva e medicamentos.


4. A hiperacusia é o mesmo que tinnitus?

Não, a hiperacusia e o tinnitus são duas condições auditivas diferentes. Enquanto a hiperacusia envolve a hipersensibilidade a sons de alta intensidade, o tinnitus envolve a percepção de zumbidos ou ruídos nos ouvidos.


5. A hiperacusia é uma condição permanente?

Não necessariamente. Com o tratamento adequado, muitos pacientes com hiperacusia experimentam uma melhora significativa ou até mesmo a remissão completa dos sintomas.


Na dúvida, não deixe de procurar seu médico otorrino de confiança.




Responsável técnico: Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Clinica Oto One- São Paulo


12.918 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page