top of page

Zumbido ou Tinnitus: Definição, Diagnóstico e Tratamento

Atualizado: 17 de jul. de 2023

O tinnitus (zumbido) é uma condição comum que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. É caracterizado por um barulho, chiado ou outros sons semelhantes nos ouvidos, sem nenhuma fonte externa de ruído. O tinnitus pode ser muito angustiante e pode interferir na capacidade de uma pessoa para se concentrar, dormir ou desfrutar da vida.

Neste guia completo, abordaremos tudo o que você precisa saber sobre o tinnitus (zumbido), incluindo sua definição, diagnóstico e opções de tratamento. Também abordaremos algumas perguntas frequentes e forneceremos algumas dicas práticas sobre como gerenciar essa condição.

O zumbido não é uma doença, mas sim um sintoma de uma condição subjacente. O tinnitus pode afetar um ou ambos os ouvidos e pode ser intermitente ou constante. Também pode variar em intensidade e altura.

Diagnóstico do tinnitus:


Diagnosticar o tinnitus (zumbido) pode ser desafiador, pois não há um único teste que possa confirmar a presença dessa condição. Os profissionais otorrinolaringologistas geralmente dependem de uma combinação de histórico do paciente, exame físico e testes diagnósticos para determinar a causa e a gravidade do tinnitus.

Durante a investigação diagnóstica do zumbido, o médico otorrinolaringologista geralmente faz uma série de perguntas para entender melhor os sintomas e o histórico médico do paciente. Algumas perguntas comuns que um otorrinolaringologista pode fazer incluem:

  • Quando você notou o zumbido pela primeira vez?

  • Como você descreveria o som do zumbido (por exemplo, toque, zumbido, assobio, etc.)?

  • O zumbido ocorre em um ou nos dois ouvidos?

  • O zumbido vem e vai, ou é constante?

  • Alguma coisa parece melhorar ou piorar o zumbido (por exemplo, exposição a ruídos altos, estresse, certos medicamentos, etc.)?

  • Você já experimentou alguma perda auditiva ou dor de ouvido além do zumbido?

  • Você foi exposto a ruídos altos ou sofreu alguma lesão na cabeça ou no pescoço recentemente?

  • Você tem histórico de infecções de ouvido ou outras condições de ouvido?

Ao fazer essas e outras perguntas relevantes, o otorrinolaringologista pode começar a determinar a causa subjacente do zumbido e desenvolver um plano de tratamento adequado.

Alguns dos testes diagnósticos que podem ser usados para avaliar o tinnitus incluem:

  • Audiometria: Este é um teste auditivo que avalia a capacidade de uma pessoa de ouvir diferentes sons.

  • Timpanometria: Este teste avalia o movimento do tímpano e do ouvido médio.

  • Imagem por ressonância magnética (MRI): Este teste pode ajudar a detectar quaisquer anormalidades no cérebro ou no ouvido.

  • Acufenometria: busca determinar a frequência sonora do zumbido

  • Otoemissões acústicas: verifica a integridade das células cocleares

  • Potencial evocado do tronco auditivo (BERA): verifica a integridade das vias auditivas

  • Exames de sangue: Esses exames podem ajudar a identificar quaisquer condições médicas subjacentes que possam estar contribuindo para o tinnitus.

Tratamento do tinnitus:

Existem várias opções de tratamento disponíveis para gerenciar seus sintomas de forma eficaz. O plano de tratamento geralmente depende da causa subjacente e da gravidade do tinnitus.

Algumas das opções de tratamento comuns para o tinnitus incluem:

  • Terapia sonora: Isso envolve o uso de ruído branco ou outros tipos de sons para diminuir a percepção e o incômodo gerado pelo os sons de tinnitus.

  • Terapia cognitivo-comportamental (CBT): Este é um tipo de terapia conversacional que pode ajudar os pacientes a gerenciar o estresse emocional associado ao tinnitus.

  • Medicamentos: Alguns medicamentos, como antidepressivos, drogas ansiolíticas e anticonvulsivantes, podem ser prescritos para ajudar a aliviar os sintomas do tinnitus.

  • Dispositivos de amplificação sonora: Esses dispositivos incluem aparelhos auditivos e implantes cocleares que ajudam a melhorar a audição e podem ajudar a reduzir a percepção do tinnitus.

  • Mudanças no estilo de vida: Fazer mudanças no estilo de vida, como evitar ruídos altos, reduzir o consumo de álcool e cafeína, gerenciar o estresse e ter uma boa noite de sono, pode ajudar a reduzir a gravidade dos sintomas do tinnitus.

O zumbido é uma sensação auditiva incômoda e persistente que pode ser causada por uma variedade de fatores. Existem algumas orientações que podem ajudar a diminuir os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Aqui estão 10 orientações para diminuição da percepção e tratamento do zumbido:

  1. Evite exposição a sons altos: a exposição a sons altos pode agravar o zumbido, portanto, é importante evitar ambientes ruidosos e usar protetores de ouvido em situações de barulho excessivo.

  2. Reduza o consumo de cafeína e álcool: a cafeína e o álcool podem aumentar o zumbido, portanto, é recomendado limitar o consumo dessas substâncias ou evitá-las completamente.

  3. Gerencie o estresse: o estresse pode agravar o zumbido, portanto, é importante encontrar maneiras de gerenciá-lo, como praticar meditação, ioga ou exercícios de respiração.

  4. Mantenha uma dieta saudável e equilibrada: uma dieta saudável pode ajudar a melhorar a saúde geral do paciente e reduzir o zumbido. É recomendado consumir alimentos ricos em nutrientes como frutas, verduras e grãos integrais.

  5. Exercite-se regularmente: o exercício regular pode ajudar a reduzir o estresse e melhorar a circulação sanguínea, o que pode diminuir os sintomas do zumbido.

  6. Durma o suficiente: a falta de sono pode piorar o zumbido, portanto, é importante dormir o suficiente todas as noites e manter uma rotina de sono consistente.

  7. Evite remédios ototóxicos: certos medicamentos podem piorar o zumbido, como alguns antibióticos e medicamentos para a pressão arterial. É recomendado evitar o uso desses medicamentos, sempre que possível.

  8. Use terapia sonora: a terapia sonora envolve a exposição do paciente a sons de baixa intensidade para ajudar a diminuir a percepção do zumbido. Essa terapia pode ser feita com dispositivos de som específicos ou por meio de aplicativos de celular.

  9. Considere a terapia cognitivo-comportamental: essa terapia ajuda o paciente a mudar a forma como ele percebe e reage ao zumbido, o que pode ajudar a reduzir o estresse e melhorar a qualidade de vida. Um profissional de saúde mental pode ajudar o paciente a aprender técnicas de relaxamento e a desenvolver estratégias para lidar com o zumbido.

  10. Busque ajuda profissional: um médico otorrinolaringologista pode ajudar a identificar a causa do zumbido e recomendar tratamentos específicos, como terapia sonora, terapia cognitivo-comportamental ou medicamentos.

Perguntas frequentes sobre o tinnitus:

O tinnitus é uma condição grave?

Embora o tinnitus possa ser angustiante, não é geralmente uma condição grave. No entanto, se o tinnitus estiver afetando sua capacidade de se concentrar, dormir ou desfrutar da vida, é importante falar com seu médico para avaliar as opções de tratamento.


O que causa o tinnitus?

O tinnitus pode ser causado por uma variedade de fatores, incluindo exposição a ruídos altos, lesões na cabeça ou pescoço, doenças como diabetes e hipertensão arterial, e certos medicamentos.

O tinnitus pode ser curado?

Existem várias opções de tratamento disponíveis para gerenciar seus sintomas de forma eficaz.

Conclusão:


O tinnitus (zumbido) pode ser uma condição angustiante, mas há muitas opções de tratamento disponíveis para gerenciar seus sintomas de forma eficaz. Se você está sofrendo com zumbido, é importante falar com seu médico para determinar a causa subjacente e desenvolver um plano de tratamento adequado para suas necessidades individuais. Com o tratamento adequado, você pode aprender a gerenciar o tinnitus e melhorar sua qualidade de vida.



Responsável técnico: Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Clinica Oto One- São Paulo




3.909 visualizações4 comentários

4 Comments


egonbrayt
Mar 09

Excelente esclarecimento.

Like
Bruno Rossini
Bruno Rossini
Mar 11
Replying to

Conte comigo para ajudar. Sugiro que faça uma consulta medica. Conte comigo!

Like

egonbrayt
Mar 09

Precioso esclarecimento!

Grato.

Like
Bruno Rossini
Bruno Rossini
Mar 11
Replying to

Conte comigo para ajudar. Sugiro que faça uma consulta medica. Conte comigo!

Like
bottom of page