top of page

Misofonia: síndrome da audição supersensível

Atualizado: 23 de mar. de 2023

Misofonia: incômodo com sons rotineiros!


Você sofre com esse problema? Sente desespero ao ouvir sons comuns do dia a dia? Então possivelmente você tenha misofonia!


Você já se sentiu extremamente incomodado ao ouvir o barulho da mastigação de outra pessoa, por exemplo? Ou então, sentiu uma forte aversão ao som de alguém tossindo ou espirrando? Se você respondeu sim a essas perguntas, saiba que você pode estar sofrendo de misofonia, uma condição que afeta milhares de pessoas em todo o mundo.


Neste artigo, vamos falar mais sobre a misofonia, seus sintomas, causas e possíveis tratamentos. Se você sofre com essa condição, continue lendo e descubra como lidar melhor com ela.


O que é a misofonia

A misofonia é uma condição na qual a pessoa reage de forma intensa e negativa a sons que, para a maioria das pessoas, são comuns e insignificantes. Esses sons podem incluir mastigação, respiração, tosses, espirros, batidas de teclado, entre outros.

Pode afetar significativamente a qualidade de vida da pessoa, interferindo em atividades cotidianas, como trabalhar, estudar ou socializar.


Sintomas da misofonia:


Os sintomas da misofonia podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente incluem uma reação emocional intensa a determinados sons, como irritação, raiva, ansiedade e até mesmo pânico.

Alguns dos sinais sugestivos dessa condição são:


  • Ficar agitado à exposição a ruídos comuns;

  • Fugir do local do barulho;

  • Evitar algumas atividades devido a pequenos barulhos, como não ir comer fora;

  • Reagir de forma exagerada a um barulho simples;

  • Pedir de forma ofensiva para que o barulho pare.

  • Esses sintomas podem fazer com que a pessoa evite relações sociais e até mesmo entrar em conflito com outras pessoas devido a sua aversão a certos sons. Em alguns casos, sintomas físicos como aumento dos batimentos cardíacos, dores de cabeça, desconforto no estômago ou dor no maxilar podem se manifestar

Causas da misofonia:


Alguns estudos sugerem que a condição pode estar relacionada a uma hipersensibilidade no sistema auditivo, o que leva a uma reação exagerada a determinados sons.


Além disso, a misofonia pode estar associada a outros distúrbios, como o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e o transtorno do espectro autista (TEA).

Tratamentos para a misofonia:


Existem algumas alternativas que podem ajudar a pessoa a lidar com os sintomas e melhorar sua qualidade de vida. Algumas das opções incluem:


  • Terapia cognitivo-comportamental: essa terapia pode ajudar as pessoas a mudar seus pensamentos e comportamentos em relação aos sons irritantes, reduzindo assim sua resposta emocional aos mesmos.

  • Terapia de exposição: essa terapia envolve a exposição gradual aos sons irritantes, ajudando a pessoa a se acostumar com eles e a reduzir sua resposta emocional.

  • Terapia sonora: essa terapia envolve a audição de sons agradáveis, como música, para ajudar a reduzir a ansiedade e o estresse associados à misofonia.

  • Além disso, algumas técnicas de relaxamento, como yoga e meditação, podem ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade associados à misofonia.


Conclusão


Se você sofre com a misofonia, saiba que você não está sozinho. Essa condição pode ser bastante incapacitante, mas existem opções de tratamento disponíveis que podem ajudá-lo a gerenciar seus sintomas e levar uma vida mais normal. Fale com seu médico otorrino se você acha que pode estar sofrendo de misofonia e procure ajuda para lidar com essa condição.


Responsável técnico: Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Clinica Oto One- São Paulo





8.135 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page