top of page

Disfagia: engasgos sem fim…

Atualizado: 29 de abr. de 2023

Quais são as causas da disfagia?

A disfagia é uma condição médica que se caracteriza pela dificuldade ou incapacidade de engolir alimentos, líquidos ou saliva. É uma condição comum que pode ocorrer em pessoas de todas as idades, desde bebês até idosos. A disfagia pode ser causada por uma variedade de fatores, como problemas físicos, doenças ou lesões. Neste artigo, vamos explorar as causas da disfagia e como elas podem afetar a capacidade de engolir.

O que é disfagia?

A disfagia é uma condição que afeta a capacidade de engolir. Pode ocorrer em qualquer idade e pode ser causada por uma variedade de fatores. A disfagia pode variar em gravidade, desde leve até incapacitante. Algumas pessoas podem sentir que têm um nó na garganta ou que os alimentos ou líquidos estão presos na garganta. Outras pessoas podem tossir ou engasgar ao tentar engolir.

Causas físicas da disfagia

A disfagia pode ser causada por problemas físicos que afetam a capacidade de engolir. Alguns dos fatores que podem causar disfagia física incluem:

1. Problemas neurológicos

Problemas neurológicos, como derrames, lesões cerebrais ou doenças neurológicas, como a doença de Parkinson, podem afetar a capacidade de engolir. Esses problemas podem afetar a coordenação dos músculos usados na deglutição.

2. Anomalias estruturais

Anomalias estruturais, como malformações congênitas, tumores ou estreitamentos do esôfago, podem impedir a passagem de alimentos e líquidos.

3. Problemas musculares

Problemas musculares, como miopatias ou distrofias musculares, podem afetar a capacidade de controlar os músculos usados na deglutição.

Causas funcionais da disfagia

A disfagia também pode ser causada por problemas funcionais que afetam a capacidade de engolir. Alguns dos fatores que podem causar disfagia funcional incluem:

1. Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico ocorre quando o conteúdo do estômago volta para o esôfago. Isso pode irritar o esôfago e tornar a deglutição dolorosa ou difícil.

2. Estresse e ansiedade

O estresse e a ansiedade podem afetar a deglutição, especialmente em pessoas com transtornos alimentares ou transtornos de ansiedade.

3. Efeitos colaterais de medicamentos

Alguns medicamentos podem afetar a deglutição, especialmente aqueles que causam sonolência ou relaxam os músculos.



Causas psicológicas da disfagia

A disfagia também pode ser causada por fatores psicológicos. Alguns dos fatores que podem causar disfagia psicogênica incluem:

1. Histórico de abuso ou trauma

Pessoas que têm histórico de abuso ou trauma podem desenvolver disfagia psicológica. Isso ocorre porque a deglutição está ligada a emoções e memórias traumáticas.

2. Transtornos alimentares

Transtornos alimentares, como anorexia ou bulimia, podem afetar a deglutição devido à desnutrição, danos nos músculos ou outras complicações de saúde.

3. Fobia de engasgar ou sufocar

Algumas pessoas podem desenvolver fobia de engasgar ou sufocar, o que pode levar à disfagia.

Quais são os sintomas da disfagia?


Os sintomas incluem:


● Não ser capaz de engolir


● Dor ao engolir


● Sensação de que os alimentos estão presos na garganta ou no peito


● Tosse ou engasgo ao engolir


● Babar


● Dificuldade para falar


Procure um médico otorrino se tiver algum dos sintomas acima. Faça isso imediatamente se você não conseguir engolir sua própria saliva e estiver babando ou tiver dificuldade para falar.

Como a disfagia é diagnosticada?

Durante a investigação diagnóstica da disfagia, um médico otorrinolaringologista pode fazer uma série de perguntas para entender a causa do problema. Algumas das perguntas comuns que o médico pode fazer incluem:

  • Desde quando você tem dificuldade para engolir?

  • Você sente dor ao engolir?

  • Em qual momento da deglutição você sente a dificuldade (ao iniciar, ao meio ou ao final)?

  • Você sente como se a comida ficasse presa na garganta ou no peito?

  • Você já teve algum episódio de engasgo ou tosse durante a alimentação?

  • Você tem algum outro sintoma associado, como perda de peso, rouquidão ou refluxo?

  • Você tem algum histórico de doenças ou cirurgias na região da cabeça e pescoço?

Essas perguntas ajudam o médico a identificar possíveis causas da disfagia e a decidir qual o melhor exame para investigar o problema. É importante responder de forma clara e completa para que o médico possa chegar a um diagnóstico preciso e iniciar o tratamento adequado.

A disfagia pode ser diagnosticada por um médico otorrino ou fonoaudiólogo, que pode realizar uma avaliação da deglutição. Alguns dos testes que podem ser realizados incluem:

1.Videoendoscopia da deglutição

Este teste usa um tubo fino e flexível para examinar a garganta, o esôfago e o estômago.

2. Videofluoroscopia

Este teste usa um raio-x para avaliar a deglutição enquanto o paciente ingere alimentos ou líquidos.

3. Testes de deglutição

Esses testes avaliam a força e coordenação dos músculos usados na deglutição.

Como a disfagia pode ser tratada?

O tratamento da disfagia depende da causa subjacente. Algumas opções de tratamento incluem:

1. Terapia de deglutição

A terapia de deglutição é uma técnica que pode ajudar a melhorar a coordenação dos músculos usados na deglutição.

2. Modificação da dieta

Modificações na dieta, como alimentos mais macios ou líquidos mais espessos, podem ajudar a reduzir o risco de engasgar.

3. Medicação

Algumas medicações podem ajudar a reduzir os sintomas da disfagia, como antiácidos para refluxo gastroesofágico ou anticolinérgicos para problemas neurológicos.

Prevenção da disfagia

Algumas medidas podem ajudar a prevenir a disfagia, como:

1. Praticar uma boa higiene oral

Manter uma boa higiene oral pode ajudar a prevenir infecções que podem afetar a deglutição.

2. Evitar alimentos duros ou crocantes

Alimentos duros ou crocantes podem ser difíceis de engolir e aumentar o risco de engasgar.

3. Evitar o consumo de álcool ou tabaco

O consumo de álcool ou tabaco pode irritar a garganta e afetar a deglutição.

Conclusão

A disfagia é uma condição que afeta a capacidade de engolir alimentos, líquidos ou saliva. Pode ser causada por uma variedade de fatores, como problemas físicos, funcionais ou psicológicos. O diagnóstico e tratamento da disfagia dependem da causa subjacente e podem incluir terapia de deglutição, modificações na dieta ou medicação. Algumas medidas podem ser tomadas para prevenir a disfagia, como praticar


FAQs

1. A disfagia é uma condição comum?

A disfagia é uma condição comum em pessoas mais velhas e em pacientes que têm condições médicas como acidente vascular cerebral ou doença de Parkinson.

2. A disfagia pode ser curada?

A disfagia pode ser tratada e gerenciada com sucesso com a ajuda de um médico ou fonoaudiólogo, mas pode não ser completamente curada em todos os casos.

3. Quais são os sintomas da disfagia?

Os sintomas da disfagia incluem dificuldade em engolir, tosse ou engasgo durante a alimentação ou a ingestão de líquidos, dor no peito e perda de peso.

4. A disfagia pode ser uma indicação de câncer?

A disfagia pode ser um sintoma de câncer de esôfago, mas também pode ser causada por outras condições médicas. É importante procurar um médico se você estiver experimentando sintomas de disfagia.

5. Como posso ajudar alguém com disfagia?

Se você conhece alguém com disfagia, é importante oferecer alimentos macios ou líquidos espessos, incentivar a mastigação lenta e tomar pequenos goles de líquidos durante as refeições. É importante também estar ciente dos sinais de engasgo ou asfixia e estar preparado para agir se isso ocorrer.

6. A disfagia é uma condição grave?

Sim, a disfagia é uma condição séria que pode levar a problemas de saúde graves se não for tratada.

7. O que causa a disfagia?

A disfagia é geralmente causada por um problema na parte superior do trato digestivo, como o esôfago, a boca ou a garganta.

8. Quais são os sintomas da disfagia?

Os sintomas incluem dificuldade em engolir, dor ao engolir, sensação de que os alimentos estão presos na garganta ou no peito, tosse ou engasgos ao engolir, salivação excessiva e dificuldade em falar.

9. Como a disfagia é tratada?

O tratamento depende da causa subjacente e pode incluir mudanças na dieta, exercícios de deglutição, dilatação esofágica, cirurgia ou medicamentos.

10. Posso prevenir a disfagia?

Algumas causas de disfagia, como acidente vascular cerebral ou doença de Parkinson, não podem ser prevenidas. No entanto, mastigar lentamente, tomar pequenos goles de líquidos e evitar alimentos difíceis de engolir pode ajudar a prevenir a disfagia causada por outras condições.

Responsável técnico: Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Clinica Oto One- São Paulo


Comentários


bottom of page