top of page

Amigdalectomia e Adenoidectomia: Um Guia Completo para Entender a Cirurgia e suas Complicações

Atualizado: 4 de jul.

Amígdalas e Adenoides: Pequenas, mas Poderosas


As amígdalas e adenoides são como pequenos guardiões da nossa garganta, protegendo-nos de invasores indesejados, como bactérias e vírus. Mas, às vezes, esses guardiões podem se tornar um problema, inflamando e causando dores de garganta, dificuldade para respirar e até mesmo ronco e apneia do sono.


Quando a Cirurgia é Necessária?


Se as amígdalas e adenoides se tornarem frequentemente inflamadas, infeccionadas ou aumentadas, causando problemas de saúde, a cirurgia pode ser a melhor opção. A amigdalectomia (remoção das amígdalas) e a adenoidectomia (remoção das adenoides) são procedimentos comuns e geralmente seguros, mas como qualquer cirurgia, existem riscos e complicações potenciais.


Complicações Possíveis: O Que Você Precisa Saber


As complicações mais comuns da amigdalectomia e adenoidectomia incluem dor de garganta, dificuldade para engolir, náuseas, vômitos e febre. Em casos raros, podem ocorrer sangramento, infecção e reações alérgicas à anestesia. No entanto, a maioria dos pacientes se recupera sem problemas e experimenta uma melhora significativa na qualidade de vida.




Tornando a Cirurgia Mais Segura: O Papel do Médico e do Paciente


A segurança da cirurgia começa com a escolha de um cirurgião experiente e qualificado. Na Clínica Oto One, contamos com uma equipe de especialistas em otorrinolaringologia que realizam cirurgias de amígdalas e adenoides com segurança e precisão. Além disso, é fundamental que o paciente siga todas as instruções do médico antes e depois da cirurgia, como jejum, repouso e uso de medicamentos prescritos.


Preparando-se para a Cirurgia: Dicas para uma Recuperação Tranquila


Antes da cirurgia, é importante informar ao médico sobre qualquer medicamento que você esteja tomando, alergias e histórico de sangramento. Após a cirurgia, siga as orientações médicas para uma recuperação tranquila, como:


  • Repouso: Descanse bastante nos primeiros dias após a cirurgia.

  • Alimentação: Opte por alimentos macios e frios, como sorvete e purê de batatas.

  • Hidratação: Beba bastante líquido para evitar a desidratação.

  • Medicamentos: Tome os medicamentos prescritos pelo médico para controlar a dor e prevenir infecções.


A Importância do Acompanhamento Médico


O acompanhamento médico após a cirurgia é essencial para garantir uma recuperação completa e identificar possíveis complicações precocemente. A Clínica Oto One oferece um acompanhamento personalizado para cada paciente, com consultas regulares e suporte 24 horas por dia.


Amigdalectomia e Adenoidectomia: Uma Decisão Compartilhada


A decisão de realizar uma amigdalectomia ou adenoidectomia deve ser tomada em conjunto com o médico, após uma avaliação cuidadosa dos riscos e benefícios. Na Clínica Oto One, estamos comprometidos em fornecer informações claras e precisas para que você possa tomar a melhor decisão para sua saúde.


Um Futuro com Mais Qualidade de Vida


A amigdalectomia e a adenoidectomia podem melhorar significativamente a qualidade de vida de crianças e adultos que sofrem com problemas de amígdalas e adenoides. Se você está considerando a cirurgia, agende uma consulta na Clínica Oto One e descubra como podemos ajudar você a respirar melhor, dormir melhor e viver melhor.





Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Fone e WhatsApp: (11) 91013-5122 | (11) 99949-7016

Clinica Oto One- São Paulo

Instagram: @brunorossini


Adenoamigdalectomia: 10 Perguntas e Respostas com um Otorrino


  1. O que é adenoamigdalectomia? É a cirurgia de remoção das amígdalas e adenoides, órgãos linfoides localizados na garganta e nas vias aéreas superiores, respectivamente.

  2. Quando a adenoamigdalectomia é indicada? A cirurgia é indicada em casos de amigdalites de repetição, obstrução nasal crônica devido ao aumento das adenoides, apneia obstrutiva do sono, ronco, dificuldade para respirar e infecções de ouvido frequentes.

  3. Quais são os riscos da adenoamigdalectomia? Como toda cirurgia, existem riscos, como sangramento, infecção, dor, náuseas e vômitos. No entanto, complicações graves são raras e a maioria dos pacientes se recupera bem.

  4. Como é o preparo para a adenoamigdalectomia? Antes da cirurgia, é necessário realizar exames pré-operatórios, como hemograma, coagulograma e avaliação cardiológica. O paciente deve informar ao médico sobre qualquer medicamento em uso e seguir as orientações de jejum.

  5. Como é a recuperação da adenoamigdalectomia? A recuperação geralmente é rápida, com a maioria dos pacientes recebendo alta no mesmo dia ou no dia seguinte. É importante seguir as recomendações médicas, como repouso, dieta leve e uso de analgésicos para controlar a dor.

  6. Quanto tempo leva para voltar às atividades normais após a adenoamigdalectomia? A maioria das crianças volta às atividades normais em cerca de uma semana, enquanto adultos podem precisar de um pouco mais de tempo.

  7. A adenoamigdalectomia afeta o sistema imunológico? A remoção das amígdalas e adenoides não compromete o sistema imunológico de forma significativa, pois existem outros órgãos linfoides que continuam a desempenhar essa função.

  8. A adenoamigdalectomia pode afetar a voz? A cirurgia não costuma afetar a voz a longo prazo. Pode haver uma leve alteração na voz nas primeiras semanas, mas geralmente é temporária.

  9. A adenoamigdalectomia é uma cirurgia dolorosa? A cirurgia é realizada sob anestesia geral, portanto, o paciente não sente dor durante o procedimento. Após a cirurgia, é comum sentir dor de garganta, que pode ser controlada com analgésicos.

  10. Quais são os benefícios da adenoamigdalectomia? A cirurgia pode melhorar significativamente a qualidade de vida do paciente, reduzindo a frequência de infecções, melhorando a respiração, o sono e a qualidade de voz.


Dr. Bruno Rossini (CRM-SP 115697; RQE:34828)

Fone e WhatsApp: (11) 91013-5122 | (11) 99949-7016

Clinica Oto One- São Paulo

Instagram: @brunorossini


コメント


bottom of page