Perda Auditiva: surdez ou deficiência na audição

Saiba mais sobre perda auditiva:

O que é a perda auditiva?

A perda auditiva, também conhecida como surdez, é a deficiência parcial ou total no sentido da audição, isto é, o paciente apresenta algum grau de prejuízo na captação, percepção  e/ou entendimento dos sons que chegam às orelhas. Existem vários tipos de perda auditiva (neurossensorial, condutiva ou mista) assim como diversos graus de intensidade de surdez (leve, moderada, severa ou profunda).

Os nomes técnicos da perda auditiva são hipoacusia ou disacusia.

 

Quais as possíveis consequências da perda auditiva na vida das crianças e dos adultos idosos com surdez?

As crianças podem apresentar atraso no desenvolvimento da fala e da comunicação, o que pode gerar consequências impactantes para toda a vida desse paciente, assim como para a sociedade.

Já os idosos com deficiência auditiva relacionada com a idade, isto é a presbiacusia, tendem a ficar mais isolados da família e dos amigos e tem chance aumentada de sofrer de depressão, levando a um grande prejuízo na qualidade de vida durante a terceira idade.

E quais são as causas de deficiências auditivas ou surdez?

As causas de perda auditiva são muito variadas e sempre devem ser investigadas por médico otorrinolaringologista especializado.

Existem causas de surdez genéticas e congênitas, isto é, que já estão presentes desde o nascimento, como por exemplo as malformações do nosso sistema auditivo (pavilhão auricular, cavidade timpânica ou cóclea). Existem, também, as causas adquiridas durante a vida, como o envelhecimento (presbiacusia), otites médias, traumas acústicos (PAIR- perdas auditivas induzidas por ruído) e perdas auditivas abruptas (surdez súbita).

 

Como fazemos o diagnóstico da surdez ou perda auditiva?

O passo mais importante é uma consulta com médico otorrinolaringologista especializado. Após realizar um interrogatório detalhado sobre os possíveis fatores relacionados com a surdez, seguido por um exame físico completo, o otorrino solicita exames complementares para esclarecimento diagnóstico da deficiência auditiva. Os exames mais comumente solicitados são a audiometria, a imitanciometria, a ressonância magnética de orelha e a tomografia de ossos temporais.

 

A partir de que idade conseguimos realizar o diagnóstico de deficiência auditiva e surdez?

O diagnóstico de perda auditiva nas crianças deve ser feito da maneira mais precoce possível.  Logo ao nascimento, o bebê deve ser submetido à Triagem Auditiva Neonatal e caso apresente alguma alteração deve ser encaminhado ao médico otorrinolaringologista que tomará das condutas devidas para confirmar o diagnóstico de surdez e instituir um tratamento adequado, o mais rápido possível.

 

Quais os possíveis tratamentos da perda auditiva e surdez?

Várias tratamentos estão disponíveis hoje e ao alcance de todos os pacientes.

O uso de aparelhos auditivos (AASI- aparelho de amplificação sonora individual) é cada vez mais aceito pela população. Isso ocorre devido a grande evolução tecnológica desses aparelhos e também pela diminuição do estigma de utilizar um AASI.

Além disso, existem cirurgias em casos específicos, como para o tratamento de uma otite ou a cirurgia de implante coclear, essa para casos com surdez profunda.


Nossa equipe está pronta para lhe auxiliar com o problema de perda auditiva. Conte conosco para ajudar no tratamento de sua surdez!

Agora, se você quer orientações mais detalhadas sobre a perda auditiva, deixe seu e-mail aqui, que nós enviaremos para você.

CONTATO:

  • facebook ototone
  • instagram otoone
  • youtube otoone
  • Dr. Bruno Rossini
  • Dra. Renata Curi

Endereço: R. Cubatão, n°86, conj. 1407
Bairro: Paraíso | São Paulo/SP

Fone: (11) 4301-6874 | 2389-7016 | 99949-7016
Email: contato@otovita.com.br